Universidad UFPB
Departamento DAU
Professor Pablo DeSoto
Prof colaboradores Leticia Palazzi, Andrea Porto
Créditos/carga horária 3Cr/45h
Semestre 2019.2
Datas 16 a 25 Outubro
Horario 18 a 22 h
Local Espaço cultural
Ementa

Curso teórico-pratico de exploração, discussão e mapeamento dos bens comuns urbanos ou comum urbano (urban commons). Toma a forma principal de laboratório inter-disciplinar onde encontram-se para trabalhar juntos arquitetos, geógrafos, ativistas, artistas visuais, científicos sociais e estudantes de diferentes disciplinas. O curso propõe um método de laboratório, desenvolvido anteriormente em varias cidades do mundo e ganhador do Premio Elinor Ostrom por a Universidade de Buenos Aires, no qual o comum urbano é estudado, parametrizado e apresentado em formato visual e cartográfico. O laboratório abrange a grande João Pessoa como objeto de estudo para a produção de uma contra-cartografia e diversos outros materiais sobre os bens comuns da área metropolitana, que possam contribuir como dispositivo publico nas discussoes e conflitos em andamento.

PROGRAMA

Aulas teóricas – 16 a 18 de Outubro. Espaço Cultural, 18 a 22h.
Aula 1: cartografia radical. Aula 2: comum urbano. Aula 3: cidade.

Campo – 19 de Outubro. Diferentes locais na grande João Pessoa.
Tour por bens comuns ameaçados da cidade.

Laboratório – 21 a 25 de Outubro. Espaço Cultural, 18 a 22h.
Trabalho em modo laboratório. Apresentação dos resultados.

AULAS TEÓRICAS

16 Outubro – Cartografia radical
Contra-cartografia ou cartografia radical. A arte de fazer mapas apropriada por atores subalternos, cientistas sociais e movimentos sociais. This is not Atlas: A global Collection of counter-cartographies, compendio de mapas de todo o mundo que oferece o estado da arte de cartografia como ferramenta para a ação, para construir pressão politica, como critica, auto reflexão ou para sinalizar subjetividades espaciais.

17 Outubro – Ben comunm
Introdução teórica ao conceito de bem comum, commons e comum a partir de Negri & Hardt, Dardot e Laval, Harvey, Linebaugh, Matei, Federici e outros autores. Antropoceno e Comunes planetários. O clima como bem comum. Emergência climática e comum urbano.

18 Outubro – A cidade
Apresentação da metodologia paramétrica e dos estudos de caso realizados em Atenas, Istambul, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo, Vitória e Quito. Discussão para definir quais bens comuns urbanos que serão mapeados na grande João Pessoa.

BIBLIOGRAFIA

DeSoto, P., Delinikolas, D., Dragona, D., Senel, A. and Pérez de Lama, J.P. 2015. Mapping the Urban Commons: a Parametrical and Audiovisual Method. V!RUS, 11.

Laval, C., Dardot, P. Comum: Ensaio sobre a revoluçao no Seculo XXI. BoiTempo: 2017.

Halder, S., e Kollektiv Orangotango, orgs. This Is Not an Atlas: A Global Collection of Counter-Cartographies. First edition. Social and Cultural Geography, Volume 26. Bielefeld: transcript, 2018.

Hardt, M., Negri, A. Commonwealth.El proyecto de una revolución del común. 2010.

Harvey, D. Ciudades rebeldes. Del Derecho de la ciudad a revolución urbana. 2012