Universidade UFPB PPGAU
Código SPPGAU5002 – T01 e SPPGAU5002 – T02
Professores Pablo DeSoto & Leticia Palazzi + Andrea Porto & Paulo Rossi (colaboradores)
Créditos/carga horária 4Cr/60h (Pos), 3Cr/45h (Graduaçao)
Semestre 2019.2
Datas/Horario 21 a 26 de Outubro, 16 a 22 h
Local Espaço Cultural
Online Classroom

EMENTA

Curso teórico-pratico de exploração, discussão e mapeamento dos bens comuns urbanos ou comum urbano (urban commons). Toma a forma principal de laboratório inter-disciplinar onde encontram-se para trabalhar juntos arquitetos, geógrafos, ativistas, artistas visuais, científicos sociais e estudantes de diferentes disciplinas. O curso propõe um método de laboratório, desenvolvido anteriormente em varias cidades do mundo e ganhador do Premio Elinor Ostrom por a Universidade de Buenos Aires, no qual o comum urbano é estudado, parametrizado e apresentado em formato visual e cartográfico. O laboratório abrange a grande João Pessoa como objeto de estudo para a produção de uma contra-cartografia em grande formato sobre seus bens comuns da área metropolitana, que possa contribuir como dispositivo publico nas discussoes e conflitos em andamento.

PROGRAMA

Estudo dirigido – 27 Agosto a 12 Outubro. Online.
Leitura e análise dos livros e artigos principais da bibliografia.

Aulas teóricas e Laboratório de cartografia. – 21 a 25 de Outubro. Espaço Cultural, 16 a 22h.
Aula 1: contra-cartografia. Aula 2: comum. Aula 3: cidade.

Intervençao urbana – 26 de Outubro. Corais de Seixas.

BIBLIOGRAFIA

DeSoto, P., Delinikolas, D., Dragona, D., Senel, A. and Pérez de Lama, J.P. 2015. Mapping the Urban Commons: a Parametrical and Audiovisual Method. V!RUS, 11.

Halder, S., e Kollektiv Orangotango, orgs. This Is Not an Atlas: A Global Collection of Counter-Cartographies. First edition. Social and Cultural Geography, Volume 26. Bielefeld: transcript, 2018.

Hardt, M., Negri, A. Bem Estar Común. 2016.

Harvey, D. Ciudades rebeldes. Del Derecho de la ciudad a revolución urbana. 2012

Resultados destacados

Quatro principais bens comuns ameaçados da cidade de João Pessoa foram identificados e parametrizados no Curso: o Rio Gramame, que é a principal fonte de abastecimento de água da região metropolitana, se encontra poluído pelos agrotóxicos da agricultura e rejeitos industriais; o Rio Jaguaribe, que atravessa a cidade de sul a norte recebendo esgotos domésticos e resíduos depositados de modo irregular no sistema de drenagem da cidade; o Rio Sanhauá e o Porto do Capim, berço e patrimônio histórico da cidade, são alvos recentes da especulação imobiliária e do turismo predatório; e por fim, o sistema de falésias do Cabo Branco, que é margeado pelo terceiro maior recife de corais do mundo, e que vem sendo destruído pela supressão da mata atlântica e um sistema inadequado de drenagem.

Açao nos corais de Seixas.

Open chat